quinta-feira, 10 de setembro de 2009

jardins subversivos



A idéia é principalmente criar hortas em lotes abandonados,
e plantar árvores frutíferas onde houver solo.
Pra que voce tenha seu alimento fresco e orgânico sempre a mão,e não pague por isso.
Mas não só pra voce,para todos,é como ter uma jaboticabeira no bairro e assistir a interação e satisfação das crianças com aquilo...
Esse contato com a natureza,a sensação de saber de onde o seu alimento veio...
o "avanço" das cidades está acabando com isso !
Mas vai além de plantar só alimento,várias pessoas plantam também alimento pra alma,e fazem jardins decorativos em vias públicas.



O jardim subversivo vem pra isso,pra ser o verde fresco,em meio ao cinza podre !
Com essa moda toda de "sustentabilidade" as pessoas se preocupam mais em criar uma conta em um banco "sustentável" ou comprar um detergente "sustentável" do que realmente colocar a mão na massa,e mudar algo.
Ai vai uma técnica simples,sem mudas e sem pá.
Criada por Masanobu Fukuoka o método "seed balls" ou bolas de semente,é muito revolucionário,pois é o mais simples.
na figura mostra a idéia de que é necessário comprar argila pronta,
mas conversando com pessoas que fazem,soube que não é necessário,elas brotam melhor com barro mesmo.
complementando o post com a pergunta da Andréa:

Ecodea disse...


"Só fiquei na dúvida - serve para qualquer semente? Pois tem semente que nao germina fora do ambiente natural sem uma forcinha para sair da dormência. Como ficam essas?"


pois é o "seed balls,parece que só serve pra sementes que brotam fácil,
procurei artigos na net de plantas que brotam com facilidade mas num encontrei... :(
vou ter que aprender na marra aqui.
Na figura só mostram algumas:
"milho,feijão,lentilhas,sementes de girassol,alpiste,painço,goiaba,mamão,amora.
procure sempre plantar variedades nativas e locais."
A maioria são alimentos:mas podemos soltar a imaginação,usar flores nativas pra deixar os baldios e as ruas mais bonitas !






clique na imagem para vê-la maior

complemento:
lista completa de árvores urbanas aqui


veja anarco-primitivismo na wikipedia :
http://pt.wikipedia.org/wiki/Anarco-primitivismo


E o blog de um dos coletivos que realizam ações no brasil.
jardinagemlibertaria.wordpress.com

Esse ano eu começo...
abraço pra geral que comenta

4 comentários:

  1. Interessante. Parece que funciona assim: faz a bola, atira e seja o que a Mãe Natureza quiser. Bem legal!
    Concordo com essa da sustentabilidade: compram ou usam um produto "ecológico", usam camiseta ou adesivo do Greenpeace ou WWF e acham que já salvaram o mundo.
    E aquela história de "plante 20 árvores por ano e suas emissões de carbono serão perdoadas." Isso parece a Igreja antes da Reforma, sabe? Quando se pagava por um lugar no céu.
    Eu já tentei um jardim in vasi mas não deu certo pq só usei terra preta, sem adubo, sem pedras ou o que mais tornasse o plantio melhor, e ainda por cima essas sementes de envelope. Brotou mas não vingou. Desnutridas coitadas...
    Quanto a piada da tira: sim é regional.
    Gaúcho que é gaúcho não tem outro feriado em setembro que não seja o 20 da Revolução Farroupilha (se tu olhares na Wiki vais entender melhor. E dá uma olhada aqui tbm http://www.paginadogaucho.com.br/deba/o20s.htm)
    Paz verde, meu irmão!

    ResponderExcluir
  2. Igor, excelente postagem, adorei!
    Só fiquei na dúvida - serve para qualquer semente? Pois tem semente que nao germina fora do ambiente natural sem uma forcinha para sair da dormência. Como ficam essas?

    ResponderExcluir
  3. obrigado,déb.
    esse estátistica que a mídia joga de "plante 20 árvores por ano e suas emissões de carbono serão perdoadas." as vezes afasta as pessoas do plantio,
    porque o povão pensa:
    "eu to com preguiça de plantar isso tudo,já que num vai diminuir o impacto,num vou plantar é coisa nenhuma !"
    hehe.

    ResponderExcluir
  4. Brigadão Andréa.
    acho que não.
    é mais para as que brotam fácil,porque geralmente terrenos abandonados são secos,
    a não ser que tiver matinho sem capinar,
    talvez funcione com sementes "difíceis"

    ResponderExcluir